Saint Thomas, Ilhas Virgens Americanas

14 de Fevereiro de 2015

Período viajado: Dezembro/2014

Saint Thomas, faz parte das Ilhas Virgens Americanas, juntamente com Saint Croix e Saint. John, territórios não incorporados dos Estados Unidos. Uma região tranquila, mas que no século XVIII, foi o centro do movimento pirata, quando os ousados piratas Barba Negra e Drake, negociavam no porto de Charlotte Amalie. A ilha com belas paisagens, e com bem menos assédio dos turistas que desembarcam dos cruzeiros, é chamada da “capital mundial duty-free do mundo”.

Documentação:
Por fazer parte dos Estados Unidos, é necessário para brasileiros, portar passaporte original com visto americano válido.
Não há necessidade de vacinas específicas.

St Thomas 1
(Foto: Soraya Resende)   
St Thomas 3
(Foto: Soraya Resende)

Dinheiro:
A moeda oficial nas Ilhas Virgens é o dólar americano, aceito em todos os lugares. Cartões de crédito também são bem aceitos.

A região é considerada livre de cobrança de impostos em produtos comercializados, ou seja, um grande Duty Free. É abatido em torno de 10% do valor oficial do produto, além de não cobrado taxas de impostos extras.

Como chegar:
Partindo do Brasil não existem vôos diretos para Saint Thomas. A opção mais prática é voando através de alguma conexão via Miami, pela American Airlines ou até mesmo TAM. Existem vôos diretos também via Nova York, ou Atlanta com a Delta Airlines.

A opção mais utilizada é através de cruzeiros, que diariamente fazem paradas de 1 dia nas cidades de Saint Thomas e Saint John. Foi assim que cheguei a encantadora Saint Thomas.

St Thomas 4
(Foto: Soraya Resende)
St Thomas 5
(Foto: Soraya Resende)

Clima:
Clima tropical, com média de 26o de temperatura. Cuidado com viagens entre junho e novembro, período de furacões e chuvas pelo menos 1 vez ao dia.

Nossa visita a Saint Thomas
Chegamos no porto de Charlatte Amalie, pequeno, e com uma estrutura mais reduzida que os outros portos da região, por volta das 10:00. O inconveniente foi que nosso navio não atracou no porto, e tivemos que chegar ao centro de Charlotte Amalie através de transportes de lanchas, que naturalmente tira um pouco da liberdade de ir e vir, demorando muito mais tempo nos deslocamentos.

Teríamos que retornar para o navio no máximo até às 16:30

Pagamos U$ 25,00 por pessoa, para um tour de 2 horas, pelos mirantes e praias da cidade. Total de U$ 100,00

Os tours oferecido pelos agentes de turismo no porto de St. Thomas, também de 2 horas, são oferecidos por U$ 20,00 em tour compartilhado.

Paramos em alguns mirantes para apreciar as lindas paisagens locais, como também em Coki Point Beach, uma linda praia da região, que além de apreciar o verde (ou azul, não sei bem…) da água, e vários peixes e corais, é possível alugar jet ski ou até mesmo contratar um passeio de lancha pelas praias locais. Em Coki Point Beach, o aluguel de máscara, nadadeiras e snorkel, custa U$ 10,00, cadeiras de praia U$ 5,00 cada, e sombreiro U$ 10,00. Pena que nesse dia estava chovendo bastante, e não podemos aproveitar o quanto queríamos da região.

(Foto: Soraya Resende)   
(Foto: Soraya Resende)

Depois de 2 horas do tour, retornamos a região do porto de St. Thomas. A região é repleta de lojas, de todos os tipos, de joalherias a lojas de roupas. Encontramos quase todas as grandes marcas no centrinho de St. Thomas, de Tiffany, Rolex, a lojas de eletrônicos ou até mesmo lojas de roupas como Billabong. Encontramos várias lojas de bebidas alcoólicas importadas e da região.

Nesse centrinho, também existem alguns restaurantes e bares. Resolvemos não aproveitar desses restaurantes, pois no dia da nossa visita estava chovendo bastante, o que acabou prejudicando um pouco.

Por volta das 14:30 iniciamos o retorno para o nosso cruzeiro.

Uma curiosidade que nos chamou bastante atenção na ilha, é referente a forma de dirigir. Em Saint Thomas, apesar dos carros possuírem a direção no lado esquerdo, a via de trânsito também é esquerdo, formato britânico, portanto, super complicado para dirigir. Por esse motivo, apesar de existirem algumas locadoras de carros locais, não aconselho a opção de alugar carro na região, muito complicado a direção para brasileiros.

Apesar da ilha ser linda, e as pessoas locais muito simpáticas, é um local com poucos atrativos turísticos, e por esse motivo, não tenho intenção de retornar. Como se diz, “dei por visto”!

Em família…..

Instagram: @sorayaresende
Twitter: @sorayaresende
Fanpage: facebook.com/poraicomigo
Contato: soraya@poraicomigo.com.br
YouTube: youtube.com/poraicomigo

Leia também outros posts relacionados ao destino:
St. Augustine Florida
Tailândia, Una Nação de Cores, Sabores e Culturas
TOP 10 Restaurantes em Orlando
Cruzeiro Celebrity Reflection – Caribe Leste

Imagens e Textos: Soraya Resende

Todos os direitos reservados.
2014© PoraíComigo. Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte. Caso queira adquirir nossas matérias, entre em contato.