O que visitar em Belfast, Irlanda do Norte em 2 dias

27 de Janeiro de 2017

Clique acima para assistir ao video

Período da viagem: Abril de 2016

Leia Também:
Dublin, Irlanda: Dicas de vista
5 Restaurantes TOP em Dublin, Irlanda
O que fazer em GALWAY, Irlanda – Dicas de Turismo
Visitando LIMERICK, Irlanda

Para completar o roteiro da minha viagem feita em Abril de 2016 para a Irlanda, só estava faltando falar sobre Belfast, capital da Irlanda do Norte, que tem atrações turísticas de belezas naturais incríveis, e foi lá que eu pude conhecer um dos destinos turísticos mais famoso da Irlanda do Norte, o Giants Causeway.

Giants Causeway (Foto: Soraya Resende)

Belfast faz parte do Reino Unido, tendo a Libra Esterlina como moeda oficial, portando uma cidade com custos mais elevados que as cidades da Irlanda, como Dublin e Galway.

Eu fiquei apenas dois dias em Belfast, mas, particularmente, acho que foi o suficiente para aproveitar bem o roteiro. Saí de Galway, cidade localizada na Irlanda, de carro sentindo Belfast, uma viagem de aproximadamente 4 horas.

Belfast City Hall (Foto: Soraya Resende)

Assim que cheguei à cidade fiquei encantada com a sua grandiosidade, não é à toa que é a segunda maior cidade na ilha da Irlanda. Além disso, já comentei no post que fiz sobre essa minha viagem à Irlanda, que achei os irlandeses muito simpáticos. Depois descobri que os norte-irlandeses são considerados os mais queridos do mundo. Em Belfast isso chega a ser um pouco irônico, já que a cidade é marcada por muitos conflitos na história, principalmente o conflito religioso. Mas, particularmente, é o que torna Belfast uma cidade bastante calorosa e interessante.

Pub’s por todas as partes (Foto: Soraya Resende)

De um lado estão os católicos, do outro, os protestantes, e isso é fortemente separado por um enorme muro que divide a cidade, inclusive com arame farpado. Isso chamou bastante minha atenção. É impressionante como a cidade, ainda nos dias de hoje, possa ser dividida por questões religiosas.

Muro que divide a cidade de Belfast (Foto: Soraya Resende)

Os conflitos começaram quando os ingleses ocuparam a Irlanda, na tentativa de marcar território. Mas, a começar pela religião, os irlandeses são católicos e os ingleses protestantes, e foi assim que se iniciou um divisão que realmente é fortemente mantida até hoje.

O lado nacionalista e católico é o berço do movimento extremista IRA, o movimento que solicita a inclusão da Irlanda do Norte na Irlanda como um todo. O lado protestante é o lado britânico. O muro que separa essas duas religiões é todo pintado com imagens de um lado que falam sobre protestos, imagens também da família real britânica, e do outro com imagens homenageando os grandes guerrilheiros da Irlanda e grandes líderes mundiais.

Lado católico de Belfast (Foto: Soraya Resende)

DICA!
É importante prestar bastante atenção quando for visitar o muro que divide Belfast. A minha indicação é que não faça essa visita durante a noite, até porque é uma área tensa. Inclusive, para quem estiver de carro, é interessante não deixar coisas visíveis no carro e tomar bastante cuidado. O muro mantém os portões abertos até as 19h, podendo então as pessoas transitarem normalmente, mas com bastante atenção. Depois que os portões são fechados, eles só abrem no outro dia. A cidade tem um ar meio triste, com ruas desertas, mas não senti uma cidade perigosa.

Na região da Falls Road (Foto: Soraya Resende)

Sugestão de roteiro em Belfast – 2 dias de visita:

Roteiro | Dia 1
Comece pelo centro da cidade, tendo como ponto de partida a Grand Opera House. Tire algumas fotos e siga até a prefeitura, o Belfast City Hall. Esse lindo edifício neoclássico de 1906 pode ser visitado internamente, gratuitamente. Acontecem tours guiados, em horários pré-determinados, diariamente. Para saber os horários durante a sua visita, é só clicar AQUI. O tour dura em torno de 1 hora e é recomendado chegar com pelo menos 15 minutos de antecedência para o check-in de vista.

Belfast City Hall (Foto: Soraya Resende)

Continue até o St. George’s Market, uma das atrações mais antigas de Belfast, considerado um dos melhores mercados no Reino Unido e na Irlanda. O espaço é bem grande e recheado de barracas de comidas e artesanatos. Ahh, atenção, o mercado só abre de sexta-feira à domingo.

Bem próximo do mercado está o Waterfront Hall, espaço de eventos e lazer, a beira do Rio Lagan. Tire algumas fotos da região, é linda!!!

Waterfront Hall (Foto: Soraya Resende)

Siga para St. Anne’s Cathedral, conhecida como Catedral de Belfast (Belfast Cathedral). Ela encanta com seus mosaicos e artes em pedra. Esta é uma construção Romanesca, com arcos semicirculares e grandes pilares. A Catedral fica aberta das 8:00 às 18:00 horas de Segunda a Sexta-feira e de 8:00 às 16:00 horas no Domingo.

Victoria Street (Foto: Soraya Resende)

Essa é a região da Victoria Street, recheada de lojas, pubs, restaurantes e shoppings, como o Victoria Square, o maior de Belfast, com lojas com Apple Store, All Saints, Hugo Boss, H&M e Hollister.

Victoria Square (Foto: Soraya Resende)

Se estiver de carro, ou até mesmo de taxi, não deixe de passar por uma das regiões mais intensas, e que confesso que me gerou mais curiosidade durante a minha visita a cidade, a região dos “Muros de Belfast”, nas ruas Shakill Road, lado protestante de Belfast, e a Falls Road, no lado católico. Meu amigo Alexandre Calado, do Blog Mundo A, tem um post super interessante, explicando a história desse muro. Não deixe de ler clicando AQUI.

Mais uma parte do muro (Foto: Soraya Resende)

Já mais distante da região central de Belfast, encontra-se o Parliament Buildings, uma construção monumental, Assembleia do Parlamento da Irlanda do Norte. Está numa grande área verde, ladeada de árvores!. Está aberto ao público das 09:00 às16:00 de segunda a sexta-feira.

Parliament Buildings

Roteiro | Dia 2
No segundo dia, se prepare, pois a programação será bem intensa, por isso, não perca tempo, saia cedo do hotel. Aproveite para conhecer, na minha opinião, a atração turística indispensável em Belfast, o museu Titanic Experience. O museu fica bem próximo do centro da cidade, numa região chamada Titanic Quarter.

Titanic Experience (Foto: Helaine Casali)

O navio Titanic foi construído no início do século 19 com status de “maior e mais luxuoso” navio de passageiros que já havia existido até então. Todo mundo já deve ter ouvido falar do famoso Titanic, e foi em Belfast toda a sua concepção e construção. Foi lá também que o navio fez a sua primeira (e única) viagem em 1912.

02 de Abril de 1912, o Titanic deixa Belfast (Foto: Soraya Resende)

O museu foi inaugurado em 2012 para retratar toda a história, desde a construção até a sua viagem inaugural e infelizmente a final, e como uma forma também de homenagear às vítimas do acidente. Essa é realmente uma visita imperdível!

Por todo o museu, há várias relíquias do navio (Foto: Soraya Resende)

O Titanic Experience tem quatro andares e nove galerias de tudo relacionado ao navio. Tem camarote da primeira classe, vídeo com o lançamento do navio, bote salva-vidas, as plantas do navio, enfim, uma imensidão de coisas interessantes que vale muito a pena conhecer. Reserve aproximadamente 2 horas para a visita. Ahh, na época da minha visita, paguei 17 libras pelo ingresso adulto. Para saber o preço atualizado, ou compra antecipada do ingresso, clique AQUI.

Replica do Titanic (Foto: Soraya Resende)

Reserve o segundo turno do seu dia para conhecer a região da Causeway Coastal Route, uma estradinha linda que vai ao lado do mar, acompanhando as belezas naturais da Irlanda do Norte.

Minha primeira parada na Causeway Coastal Route (Foto: Soraya Resende)

Várias empresas turísticas da região oferecem esse passeio. Você pode conseguir folhetos dessas empresas muitas vezes na recepção do próprio hotel que estiver hospedado. No meu caso, eu estava de carro alugado durante toda a viagem. Comprei um chip de celular que me disponibilizou internet, e então utilizei o GPS do meu celular para me situar. Foi bem interessante pois tive liberdade de horário para a visita. Muitas empresas turísticas oferecem esse passeio, durante o dia inteiro, o que não era a minha disponibilidade.

Na exótica ponte Carrick A Rede Bridge (Foto: Soraya Resende)

A primeira parada dessa visita é a Carrick A Rede Bridge, uma ponte de cordas com distância de 20 metros de comprimento e acima do mar cerca de 30 metros. De Belfast até esse local de atrações naturais, leva aproximadamente 01h30 de carro. Seja objetivo, não dure mais que 1 hora no local. 

Tem que ter fôlego para chegar até a Carrick A Rede Bridge (Foto: Soraya Resende)

Em seguida vá ao Giants Causeway, também conhecida como “Calçada do Gigante”, a atração turística mais desejada e visitada de toda a Irlanda do Norte. Ela fica apenas aproximadamente 15 minutos de carro depois de Carrick A Rede Bridge.

Um dos lugares mais exóticos que já visitei, Giants Causeway (Foto: Soraya Resende)

Para ter acesso é preciso pagar um valor de 9 libras por adulto. O local é totalmente especial pela sua formação geológica: uma erupção vulcânica que se deu há mais de 60 milhões de anos, e fez com que a sua formação rochosa se transformasse nesse extraordinário cenário.

Valores para acesso ao Giants Causeway (Foto: Soraya Resende)

A atração leva o nome de “Calçada do Gigante” também por uma lenda irlandesa, que conta que dois gigantes entraram em conflito, mas não existia embarcação com tamanho suficiente para atravessar o mar e um encontrar o outro. Então, um dos gigantes construiu uma calçada que ligava os dois lados, usando enormes colunas de pedras. Um dos dois, por medo do tamanho do outro, que aparentava ser muito maior, fugiu e destruiu a estrada para ter a certeza de que não seria perseguido, e então restaram as pedras que formam a “Calçada do Gigante”, essa beleza inigualável!

Realmente um lugar encantador (Foto: Soraya Resende)

Para completar todo o encanto da região, durante a minha visita, fui presenteada com esse por do sol em Giants Causeway, momento que com certeza, vou levar guardado comigo para o resto da vida.

Pôr do Sol inesquecível! (Foto: Soraya Resende)

DICA!
Se a sua visita a Belfast for em um curto espaço de tempo e tiver que escolher o que visitar, a minha sugestão é: Foque no Titanic Experience e na região da Causeway Coastal Route, passeios imperdíveis na região.

Não deixe de assistir ao vídeo sobre Belfast na parte superior do post ou clicando AQUI, preparei com muito carinho especialmente para você. Se gostar, compartilhe e se inscreva em meu canal do YouTube. Toda semana posto vídeo novo de alguma viagem que fiz Por aí….

Sempre registrando bons momentos Por aí…. (Foto: Helaine Casali)

Te convido a acessar também:
Instagram: @poraicomigo
Twitter: @sorayaresende

Fanpage: 
facebook.com/poraicomigo

YouTube: youtube.com/poraicomigo
Contato: blog@poraicomigo.com.br  

Leia também outros post relacionados ao destino:
Locanda dell’Amorosa, Toscana, Itália
Imigração Europeia – Documentos Solicitados
Dicas de Viagem em Portugal
5 Restaurantes Top em Lisboa
Visitando Toledo, Espanha

Todos os direitos reservados 2016© Por aí Comigo. Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte. Caso queira adquirir nossas matérias, entre em contato.

Olha o selfie!!!!